Conectar conosco

Saúde

Saiba como a rotina pode ser um aliado para lidar com alterações hormonais da adolescência de seus filhos

Dani Schwery

Publicado

em

Em entrevista na TV Vitória para o programa FALA ES que foi ao ar nessa sexta (26), Dra Jéssica Polese  diz que estabelecer limites nos filhos através de rotina ajuda no controle hormonal fisiológico dos adolescentes e auxilia na educação. 

 

 

Continue lendo
Publicidade
clique para comentar

Responda

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Opinião

Cuba está Fora! É hora de dar infraestrutura e condições para o médico brasileiro poder trabalhar

Dani Schwery

Publicado

em

Cubanos já começam deixar o Brasil desde ontem (20) e há um edital publicado no Diário Oficial de União para ocupar 8517 vagas deixadas pelos caribenhos. As inscrições iniciam hoje (21) e seguem até domingo (25).

Dra Jessica Polese

Médica e ativista política

Continue lendo

Opinião

Cuba está fora! Vamos consertar a saúde do Brasil agora? Menos Papo, Mais SUS.

Gustavo Peixoto

Publicado

em

Cubanos começaram a deixar o Mais Médicos já nesta terça-feira (20), começam a desembarcar para Cuba e já há um edital publicado no Diário Oficial de União para ocupar 8517 vagas deixadas pelos caribenhos. As inscrições iniciam hoje (21) e seguem até domingo (25).

Isso quer dizer que o Brasil não gastará mais com a ditadura Cubana e pode reverter este dinheiro para melhorias no Brasil.

Além de empregos gerados para brasileiros serem priorizados, há de se enfatizar que a verba que era destinada à Cuba não será mais investida lá, mas sim no nosso país. É o momento de expandir o SUS. Seja você liberal ou conservador, o SUS é uma realidade e até o momento o privado não supriu as necessidades da grande população que é dependente de hospital público. Sendo assim, até o privado seja acessível a todos, um passo importante de transição à direita é melhorar a infraestrutura pública, são ações auxiliares.

Continue lendo

Notícias

Horário de verão termina dia 17, veja como preparar seu corpo para a mudança

Dani Schwery

Publicado

em

À meia-noite do dia 17 de fevereiro chega ao fim o horário de verão. O relógio será atrasado em uma hora e, com isso, muita gente já se prepara para dias ou semanas de cansaço, dificuldade para dormir e acordar e até falta de apetite.

Especialista em Medicina do Sono, a médica Jéssica Polese explica que estes sintomas são comuns e provocados pela alteração no relógio biológico, que vai precisar se readequar novamente. Para enfrentar essa mudança sem muito sofrimento é recomendado começar a preparar o organismo para o novo horário ao menos uma semana antes.

“Se você dormia às 23h no horário de verão, agora será preciso dormir às 22h. O melhor para o corpo é fazer essa alteração de forma gradual, indo se deitar e acordando 15 minutos mais cedo diariamente”, ensina.

A médica aconselha também a investir na chamada higiene do sono, que pode ajudar durante essa fase transitória.

“Cerca de 30 minutos antes de dormir procure fazer alguma atividade relaxante. Evite conteúdos de televisão agressivos, pois eles podem afetar a qualidade do seu sono. Tome um banho morno, esteja num ambiente arejado e limpo. Isso pode ajudar”.

Hábito pouco frequente entre os brasileiros, a soneca também é uma opção para esse período. Reservar de 20 a 30 minutos da hora do almoço para um cochilo garante energia extra para enfrentar o restante das atividades do dia.

“Mas para acordar com mais disposição e não ficar sonolento o resto do dia, o cochilo não pode durar mais do que 30 minutos”,recomenda Jéssica Polese.

* Jessica Fábia Polese é mestre em ciências. Especialista em Medicina do sono, Especialista em Pneumologia pela Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (FHEMIG). Diretora clínica da Vivera. Responsável pelo laboratório do sono da Vivera e autora do livro “Meu Brasil é Verde e Amarelo”.

Continue lendo
Publicidade

Destaques