Conectar conosco

Diversos

Excentricidades do STF que nós pagamos. Não é a hora de voltarmos as ruas? Comentem. Cadê o fim do foro privilegiado?

Ronaldo Marcos

Publicado

em

Dados levantados através do relatório de 2016 sobre o Supremo Tribunal Federal (STF).

São quase 2500 funcionários, sendo:
1216 funcionário próprios
316 estagiários
959 terceirizados
25 bombeiros
85 secretárias
293 vigilantes
194 recepcionistas
19 jornalistas
5 publicitários
29 encadernadores
58 motoristas
7 jardineiros
6 marceneiros
10 carregadores
116 funcionários de limpeza
24 copeiras
27 garçons
8 auxiliares de saude bucal
12 auxiliares de desenvolvimento infantil

84 veículos
3 caminhões

Gastos aproximados de
15.8 milhões de assistência medica e odontológica
2.1 milhões com educação pré-escolar
1.5 milhão com auxilio moradia
12 milhões em alimentação
200 mil em auxilio funeral e natalidade

Tudo isso e nenhuma palavra sobre o fim do foro privilegiado. Hora de voltar pras ruas?

Continue lendo
Publicidade
clique para comentar

Responda

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Tenente Helena Ramos há exatos 74 anos prestava juramento a Força Expedicionária Brasileira (FEB) foi homenageada em livro de Oduvaldo Matta

Ronaldo Marcos

Publicado

em

Enfermeira Helena Ramos foi tenente da Força Expedicionária Brasileira – FEB, que hoje, 25 de abril, estaria completando 74 de juramento a pátria se estivesse viva.

Helena mal prestou juramento a pátria em 1944 e dois meses depois já estava nos campos de batalha na Segunda Guerra Mundial.

Ela era filha do Almirante Carlos Ramos – militar, fez cursos como Voluntária Socorrista da Cruz Vermelha Brasileira e de Emergência de Enfermeiras da Reserva do Exército (CEERE), que foram  de suma importância nos campos de guerra. Helena não passou despercebida pelos seus superiores e foi destaque na Itália.

Helena Ramos foi uma heroína, serviu nos Hospitais de Sangue Norte-Americanos: 45th General Hospital, em Nápoles; 24th General Hospital, em Marzabotto e Parola; 16th Evacuation Hospital, em Pistóia e no 15th Evacuation Hospital, em Corvella. Seu trabalho como veterana foram reconhecidos e materializados através de duas condecorações: Medalha de Guerra e a Medalha de Campanha e, em junho de 1945.

A participação feminina que havia sido pequena na Primeira Guerra, quando se trata propriamente de batalhas, já era muito maior durante a Segunda Guerra – principalmente no que envolvia os “esforços de guerra”, que são as mobilizações dentro e fora dos campos e que dão suporte às forças militares, e o papel feminino já era reconhecido e valorizado em várias frentes do conflito – o que levou esses profissionais a ficarem mais perto das linhas de frente. Isso foi necessário para garantir que pudessem cuidar dos feridos a tempo.

Trabalhavam em condições adversas, tomando decisões de emergência no local sobre soldados gravemente feridos nesses hospitais de campanha. As mulheres nunca estiveram tão perto da batalha em toda a história mundial. Havia enfermeiras servindo em todas as arenas da guerra, colocando-as em sério risco de lesão ou morte. Muitas acabaram mortas ou como prisioneiras de guerra, como aconteceu no Japão.

Foi encenada uma peça teatral chamada Alvorada, criada pelo escritor Oduvaldo N. Matta, em homenagens às mulheres que se juntaram à Força Expedicionária Brasileira na Itália durante a Segunda Guerra Mundial, e em especial a enfermeira Helena Ramos, encontrada no livro “Sob a Luz de Antares”.

 

“Sob a Luz de Antares” é um livro de Oduvaldo Matta. Trata-se de uma coleção de versos, cartas e peças de teatro criadas entre 1940 e 1977 sobre o que o autor viveu, e retratou em poemas, duas guerras mundiais, dois períodos militares brasileiros, diversos acontecimentos importantes da história nacional e mundial, e serviu de inspiração para vários artistas da música clássica brasileira.

 

Continue lendo

Diversos

Entrevista com Vitor Carvalho, o fotógrafo das manifestações

Dani Schwery

Publicado

em

O lançamento do livro Meu Brasil Verde e Amarelo já tem data marcada, será no 12 de Abril na Assembleia Legislativa do Espírito Santo. Junto ao lançamento do livro, o coquetel de abertura contará com um exposição de fotos das manifestações, algumas delas de autoria do fotógrafo Vitor Carvalho, autor da foto utilizada para a capa do livro. Vitor é estudante de engenharia, acaba de ingressar na UFES.

1) – Você foi bem atuante nas manifestações FORA PT e leve a Dilma junto. Você esta contente com o atual presidente Michel Temer?

Como ficar satisfeito com um partido e vice presidente que estiveram presente em toda trajetória dos governos corruptos que regem o nosso país? Insatisfação total, porém qualquer sucessor ao cargo de chefe do executivo que temos hoje, está no mesmo nível ou muito provavelmente pior do que aquele que ocupa o cargo neste momento. Porém não se posicionar é um luxo que custa muito caro e a conta já havia chegado, nos forçando a exigir a mudança.

2) – Você encerrará sua participação em manifestações e protestos caso o Lula seja detido?

Não. Me tornei um agente de mudanças, vou passar esse aprendizado adiante para que mais pessoas participem e saibam qual é o seu papel como cidadão para uma sociedade mais justa e livre.

3) – Como você vê o STF? O que acha que seria ideal?

Vejo o STF como ele sempre foi, um jogo de cartas marcadas onde os políticos escolhem os amigos e apadrinhados políticos para os julgar.

 4) – Como você vê a postura do PSDB diante do senador Aécio Neves?

PSDB representa seus filiados e eles tem intenção de manter a velha agenda política onde o político não representa os interesses do povo, mas sim seus próprios interesses únicos e pessoais.

5) – Você acredita que a Nova Ordem Mundial influencia na política brasileira?

A Nova Ordem Mundial é uma realidade que muitos presidentes afirmam e reafirmam em seus mandatos. Sem dúvida alguma ela influencia a política brasileira de forma extremamente subversiva.

Lula em 2009
https://www.youtube.com/watch?time_continue=14&v=k2rQZJlLx90

Dilma em 2012
http://g1.globo.com/economia/noticia/2012/03/na-india-dilma-defende-nova-ordem-mundial-e-reformas-na-onu.html

Continue lendo

Diversos

Entrevista com Gustavo Peixoto, “excelente em cirurgia bariátrica” e ativista político

Dani Schwery

Publicado

em

Dr Gustavo Peixoto é um dedicado médico que junto aos seus colegas de profissão fez do Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes (Hucam) uma referência ao quebrar o recorde em 2015, o hospital realizou 151 cirurgias com mortalidade zero com procedimentos que foram feitos em pacientes com nível elevado de obesidade. A equipe de médicos não vê nas cirurgias bariátricas mera preocupação com a parte estética, mas a saúde do paciente. O Hucam é o Hospital Universitário usado pelos alunos da Ufes durante a formação acadêmica. O sucesso do programa, explica Peixoto, não se resume somente à área assistencial, mas também ao ensino e à pesquisa, compondo os três pilares que sustentam a missão do hospital universitário, o que fez uso de técnicas menos invasivas ensinadas aos alunos serem a marca do sucesso determinante. Dr Gustavo Peixoto diz “temos o compromisso de oferecer ao aluno o ensino da melhor técnica possível. Além disso, há pesquisas acadêmicas sendo desenvolvidas a partir da experiência no programa”, finalizou.

Dr Gustavo recebeu título internacional pelo SRC de “excelente em cirurgia bariátrica” e também é um ativista político capixaba, atualmente, escrevendo junto a demais autores o livro “Meu Brasil é Verde Amarelo”.

Gustavo Peixoto Soares Miguel é capixaba, além de médico é professor universitário. É formado em medicina pela UFES, fez residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia do Aparelho Digestivo em São Paulo, pelo Hospital do Servidor Público

Estadual, mesma instituição onde fez seu Mestrado. Também possui Doutorado em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo. Dr. Gustavo detém notável carreira profissional, tanto na prática privada, em que goza de grande reputação entre seus pacientes e colegas, quanto em sua experiência com serviço e administração públicos. É dele o pioneirismo em transplante de fígado no  Espírito Santo, sendo fundador e coordenador do primeiro e do único Programa de Transplante Hepático em funcionamento atualmente no ES. É também Professor Chefe do Departamento de Clínica Cirúrgica da UFES, onde já recebeu homenagens e foi pioneiro na estruturação do Programa de Cirurgia Bariátrica pelo SUS. O sucesso profissional de Dr Gustavo não o fez fechar os olhos para os problemas do nosso país e do estado: com a divulgação dos escândalos de corrupção revelados pela Operação Lava-Jato, o Doutor também se consolidou como uma das personalidades do movimento civil e apartidário chamado AtivAção. Este movimento busca uma solução para os problemas de corrupção e má-gestão, sempre defendendo a liberdade e a eficiência. Baseado nesse propósito, aliado com necessidade de renovação dos quadros políticos, Dr. Gustavo Peixoto propõe transparência e modernidade na Gestão Pública para atender aos interesses do povo capixaba.

1) – Você foi bem atuante nas manifestações FORA PT e leve a Dilma junto. Você esta contente com o atual presidente Michel Temer?  

A indignação com o caos moral e econômico produzido pelo governo petista nos últimos anos, fez com que saíssemos da zona de conforto e dedicássemos boa parte de nosso tempo à luta contra o governo. As questões éticas e morais são tão graves quanto antes, afinal é a mesma chapa. Temer e Dilma são produtos de acordos de grupos ligados à velha política e tudo de ruim que ela representa.

2) – Você encerrará sua participação em manifestações e protestos caso o Lula seja detido?

A prisão de Lula será emblemática! Um lampejo de luz numa escuridão de impunidade! Será um fato histórico. Entretanto, de forma isolada não terá repercussões necessárias para o fim da cultura da impunidade no Brasil. Não tenho bandido de estimação. Que todos paguem por seus crimes de colarinho branco. A corrupção mata!

3) – Como você vê o STF? O que acha que seria ideal?

Formado por indicação política e com cargos vitalícios… sem comentários. Uma vergonha nacional. Devem ser criados critérios técnicos e um processo seletivo bem transparente para que o STF seja realmente o que se propõe a ser na Constituição Federal.

4) – Como você vê a postura do PSDB diante do senador Aécio Neves?

O partido se apequenou. A conduta obviamente deveria ser o afastamento do Senador de qualquer cargo partidário até esclarecimento total dos fatos.

5) – Você acredita que a Nova Ordem Mundial influencia na política brasileira?

Sim. Claro! O mundo está dando uma guinada em direção ao pragmatismo, as relações humanas estão se modificando, o mundo virtual cada vez é mais relevante. Além disso, a derrocada do socialismo em todos os locais onde foi implantado tem repercussões diretas na política mundial e nacional. O respeito às liberdades individuais é uníssono na civilização que tem acesso à informação.

Continue lendo
Publicidade

Destaques